Estes países estão de parabéns! Fazem 100 anos

O final da I Guerra Mundial em 1918 criou muitas nações bebés e um novo mapa europeu. Veja quais os países que este ano comemoram o centenário

O desmantelamento do Império Austro-Húngaro e da Rússia com o final da I Grande Guerra (1914 - 1918) fez surgir vários novos Estados que este ano comemoram 100 anos de "nascimento". Descubra quais são os países centenários que estão de parabéns.

Azerbaijão

Depois da revolução russa de 1917, o Azerbaijão pediu independência da República federal composta pela Arménia e pela Georgia a 28 de maio.

Em abril de 1920 foi invadida pelas tropas soviéticas. Fez então parte da URSS até declarar independência em 1990. O país é funciona como um estado independente, embora não seja reconhecido.

Tem quase 9,8 milhões de habitantes e a capital é Baku.

Islândia

O país assinou a independência da Dinamarca a 1 de dezembro de 1918. Em 1944, de forma unilateral, os islandeses quebraram esta união constitucional, constituindo-se como república a 17 de junho. Sveinn Björnsson era primeiro-ministro.

O país tem quase 340 mil habitantes, vivendo mais de 200 mil na capital, Reykjavik. Em 2013 candidatou-se à entrada na União Europeia, mas retirou o pedido em 2015. O atual governo, liderado por Bjarni Banediktsson, planeia retomar as conversações no final do mandato, em 2020.

Este é o vídeo que a Islândia produziu para celebrar o centenário.

Bielorrussia

Conseguiu a sua independência enquanto país em 1918, mas esta autodeterminação não aguentou muito tempo. Com a derrota da Alemanha em 1918 a Bielorrússia tornou-se numa das quatro repúblicas fundadoras da União Soviética. Só voltou a proclamar-se independente em 1991.

O país, cuja capital é Minsk, tem 9,6 milhões de habitantes.

Estónia

Após a Revolução Russa, a Estónia declarou-se independente a 24 de fevereiro de 1918.

Em 1940, Stalin depôs o governo de Tallinn e a Estónia tornou-se numa das repúblicas socialistas soviéticas da URSS. O país voltou a proclamar independência em 1991.

A Estónia integra a União Europeia desde 2004 e tem o euro como moeda desde 2011. A capital é Tallinn e no país residem mais de 1,3 milhões de pessoas.

Letónia

A Letónia declarou independência da Rússia a 18 de novembro de 1918.

Em 1940, o exército soviético entrou no país que se tornou numa república socialista soviética. A 21 de agosto de 1991 a Letónia declarou novamente a sua independência.

A capital deste país é Riga e nele habitam quase 2 milhões de pessoas.

Lituânia

Este país já celebrou o seu centenário, que data de 16 de fevereiro de 1918, altura em que se declarou independente.

A constituição assinada em 1922 contemplava uma democracia parlamentar, mas um golpe de Estado estabeleceu, em 1926, um sistema autoritário sob a presidência de Antanas Smeto.

A soberania durou até a II Guerra Mundial: em 1940, o país tornou-se numa república da URSS, até 1991. Nessa data estabeleceu-se novamente como independente.

Com capital em Vilnius, a Lituânia tem uma população que chega quase aos 3 milhões de habittantes.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.