Este professor tem de remar 10 km por dia para chegar à escola

O "professor do ano 2016" das Honduras, Hugo Armando Pinto, tem de remar todos os dias dez quilómetros pelo rio San Juan, nas Caraíbas, para chegar ao seu trabalho.

Além disso, o docente leva no seu barco, que é emprestado, vários alunos da Escola Francisco Vegas Pérez, da comunidade Boca Cerrada, município de La Masica, departamento de Atlântida, segundo relatou hoje o professor.

Pela sua dedicação ao ensino, o governo das Honduras delarou Hugo Armando Pinto como "professor do ano 2016" e na próxima segunda-feira será alvo de uma homenagem na Casa Presidencial, em Tegucigalpa, informou por seu lado uma fonte do Executivo.

Ao comemorar-se hoje o "Dia do professor hondurenho", o presidente do país, Juan Orlando Hernández, felicitou Hugo Armando Pinto, que exerce como docente interino desde 2005, no centro educativo onde que trabalha.

"Muitas felicidades Hugo Armando Pinto, professor do ano 2016. Que o seu esforço seja exemplo e inspiração para os hondurenhos", afirmou Juan Orlando Hernández ao galardoado, através da rede social Twitter.

O docente disse aos jornalistas que o seu desejo é ter uma lancha com motor para chegar mais rápido à escola onde ensina.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG