Estado Islâmico reivindica atentado que fez 18 mortos em centro comercial de Bagdad

O grupo terrorista reivindicou o ataque de hoje contra o complexo comercial Al-Jawhara, que incluiu o ataque com um carro bomba e a tomada de reféns dentro do edifício.

Segundo um comunicado posto a circular na internet e citado pela agência Reuters, o grupo terrorista sunita Estado Islâmico (EI) reivindicou o atentado que provocou pelo menos 18 mortos naquele centro comercial situado na parte leste da capital do Iraque.

O grupo, que controla vastas partes do território iraquiano e sírio, indicou que quatro dos seus combatentes atacaram o complexo comercial frequentado por "pagãos rejeccionistas", uma designação pejorativa que utilizam para se referir aos muçulmanos xiitas.

Segundo o correspondente da televisão Al-Jazeera em Bagdad, Waleed Mahmood, este é um dos maiores ataques contra a capital iraquiana em muito tempo.

Com Reuters e Al-Jazeera

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG