Estas casas de 12 metros quadrados e 117 mil euros estão a gerar polémica

Os apartamentos foram vendidos no passado fim de semana, apenas algumas horas após terem sido colocados no mercado

A venda de nove casas, com apenas 12 metros quadrados, por 880 mil yuan (117 mil euros), na cidade de Shenzhen, sul da China, causou polémica no país, devido ao atual momento no setor imobiliário, relatou a imprensa oficial.

Os apartamentos foram vendidos no passado fim de semana, apenas algumas horas após terem sido colocados no mercado pela agência imobiliária local Zhongzhi.

O quarto, com seis metros quadrados, desempenha também a função de sala de estar, com uma cama que se dobra e encaixa no armário, descreveu a agência oficial Xinhua.

A venda destas habitações com dimensões diminutas tornou-se viral na internet chinesa, alimentando debates sobre a 'bolha' no setor imobiliário nas maiores cidades do país, onde os preços têm vindo a subir nos últimos meses, e levou as autoridades a abrir uma investigação.

Segundo a investigação preliminar, os apartamentos foram construídos e vendidos ilegalmente, tendo a Zhongshi sido obrigada a anular os contratos e devolver o dinheiro aos compradores.

Segundo a lei chinesa, as habitações para uso residencial no país não podem ter menos de 22 metros quadrados de espaço utilizável.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG