Embaixador em exercício dos EUA na China demitiu-se por causa do Acordo de Paris

Decisâo de Donald Trump em retirar os EUA do acordo sobre o Clima justificou protesto do diplomata

O embaixador em exercício dos EUA na China demitiu-se do cargo em protesto contra a decisão de Donald Trump de retirar o país do Acordo de Paris sobre o Clima.

A notícia sobre o protesto de David Rank, diplomata de carreira, é avançada esta segunda-feira pela CNN citando fontes não identificadas.

David Rank era o número dois da missão diplomática dos EUA em Pequim e chefe da missão até à chegada do novo embaixador nomeado por Donald Trump, recentemente confirmado pelo Congresso.

"Foi uma decisão pessoal" de David Rank, já colocado em Pequim quando os presidentes Barack Obama e Xi Jinping assinaram o acordod e Paris em nomes dos respetivos países, lembra a CNN.

Este é, em poucos dias, o segundo embaixador norte-americano em exercício no exterior a entrar em choque com o presidente dos EUA, depois do diplomata acreditado junto do Reino Unido.

Lewis Lukens expressou apoio público ao presidente da Câmara Municipal de Londres, o muçulmano Sadiq Khan, depois de Donald Trump o ter atacado através do uso descontextualizado de palavras ditas pelo autarca na sequência do ataque terrorista de sábado na capital britânica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG