Dwayne Johnson e a família estiveram infetados com covid-19

O ator, a mulher as duas filhas testaram positivo para a covid-19, mas já recuperaram e "estão saudáveis"

Como "um murro no estômago", descreveu Dwayne "The Rock" Johnson sobre o momento em que ele, a mulher Lauren, de 35 anos, e as duas filhas, Jasmine, de quatro, e Tiana, de dois, testaram positivo para covid-19 há cerca de duas semanas e meia. Embora seja "extremamente disciplinado" com os cuidados de saúde, o ator e a família contraíram o novo coronavírus através de "amigos próximos".

A revelação foi feita pelo próprio ator, de 48 anos, nas redes sociais, afirmando que já recuperaram e que "estão saudáveis". Considerado o ator mais bem pago do mundo, Dwayne Johnson referiu que "já não estão contagiosos" e que superaram a doença.

"Posso dizer que esta foi uma das coisas mais desafiadoras e difíceis que já tivemos que suportar como família", admitiu The Rock num vídeo que partilhou com os mais de 195 milhões de seguidores no Instagram.

Na mensagem, o ator de "Velocidade Furiosa 6", "Snitch - Infiltrado" e do remake "Jumanji", recordou o momento em que a família foi diagnosticada com a doença. "Testar positivo para a Covid-19 é muito diferente de superar ferimentos graves, ser despejado ou até mesmo estar sem dinheiro, coisa que estive mais do que algumas vezes", referiu Dwayne Johnson destacando que a sua "principal prioridade sempre foi proteger" a família.

Dwayne Johnson conta que contraíram o vírus através de "amigos próximos", que estão "devastados" e que não sabem como ficaram infetados. O ator refere que conseguiram controlar a propagação do vírus seguindo as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde.

The Rock aproveitou para apelar ao uso da máscara como uma das medidas para travar a propagação do novo coronavírus. "Não tem nada a ver com política. Use a máscara. É um facto. E é a coisa certa a fazer", sublinhou.

Admitiu ainda que fica surpreendido com "algumas pessoas, incluindo alguns políticos" que não usam máscaras.

Pediu para que todos sejam todos "disciplinados" no cumprimento das regras sanitárias, que tenham cuidados redobrados sobre quem deixam entrar em casa, e deixou um aviso: "nunca baixem a guarda".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG