Dois ministros de Bolsonaro testam positivo a coronavírus

Da comitiva que visitou oficialmente os Estados Unidos há duas semanas, 17 membros estão infetados. O presidente da República não é um deles.

O ministro de Minas e Energia do Brasil, almirante Bento Albuquerque, testou positivo para Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus, anunciou nesta quarta-feira Jair Bolsonaro. Com isso, subiu para 17 o número de pessoas que estiveram na viagem oficial do presidente da República aos EUA que testaram positivo. Outro ministro, o general Augusto Heleno, do gabinete de segurança institucional, está no grupo.

Eis a lista completa publiada pelo jornal Metrópoles: Augusto Heleno, ministro do Gabinete Institucional, Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia, Daniel Freitas (PSL-SC), deputado federal, Fabio Wajngarten, secretário especial de Comunicação da Presidência, Flavio Roscoe, presidente da Federação das Indústria do Estado de Minas Gerais, Francis Suarez, prefeito de Miami, Karina Kufa, advogada de Jair Bolsonar, Marcos Troyjo, secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Nelsinho Trad (PSD-MS), senador, Nestor Forster, encarregado de negócios do Brasil nos Estados Unidos, Robson Braga de Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Samy Liberman, secretário Eepecial Adjunto de Comunicação Social da Presidência, Sérgio Lima, publicitário que trabalha com a família Bolsonaro na criação do partido Aliança pelo Brasil e quatro integrantes da equipe de apoio da comitiva.

O próprio Bolsonaro foi testado duas vezes e, segundo ele, testou negativo. O chefe de estado tem repetido que acha "uma histeria" as reações à pandemia.

Nas últimas horas morreram a segunda a terceira vítima da doença.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG