Dois jovens judeus atacados em Berlim

As vítimas estavam a usar o kipá e foram agredidos com um cinto

A polícia alemã está a investigar um assalto a dois jovens em Berlim, no qual o agressor foi filmado a gritar frases antissemitas. As vítimas disseram que foram perseguidas na área de Prenzlauer Berg, esta segunda-feira, quando usavam o kipá. Um vídeo do incidente, que depois foi partilhado no Facebook, mostra o atacante a bater nos dois judeus com um cinto.

Uma dos jovens, um israelita de 21 anos chamado Adam, seguiu o agressor, mas desistiu depois de ter sido atingido com uma garrafa de vidro.

"Estou surpreendido que algo assim tenha acontecido comigo. Ainda estou em choque", disse ao canal de televisão Kan, de Israel. "Aconteceu aqui, ao lado de minha casa, quando estava a caminho da estação de comboios com o meu amigo", acrescentou, citado pela BBC.

Contou também que o grupo de três homens começou a insultá-los e que ficaram furiosos quando lhes foi dito para pararem. "Senti que era importante filmar porque eu não achava que poderíamos apanhá-lo antes da polícia chegar", disse um dos jovens atacados.

O vídeo foi partilhado no Facebook pelo Fórum Judaico para a Democracia e contra o Antissemitismo.

"Costumava aconselhar os meus amigos e conhecidos judeus a não usarem um kipá para não revelarem a sua identidade judaica. Mudei de opinião", disse um porta-voz do fórum. "Devemos assumir esta luta e sermos visíveis novamente em público".

Entretanto, a história conheceu uma reviravolta: um dos jovens judeus atacados contou aos media alemães que tinha crescido numa família árabe em Israel e que não era judeu. Tinha recebido o kipá alguns dias antes, de um amigo israelita, que lhe dissera que era perigoso usá-lo em Berlim e queria constatar se era realmente verdade.

Veja o vídeo:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG