Doentes com covid-19 só precisam de dez dias de isolamento

Estudo do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA diz que o vírus perder capacidade de contágio ao décimo dia após o aparecimento de sintomas.

Afinal quanto tempo deve um paciente infetado com covid-19 estar em isolamento ou quarentena? De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, o isolamento ou quarentena para pacientes com covid-19 deve ser de "dez dias após o início dos sintomas" em vez dos 13 recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Segundo a pesquisa norte-americana, os pacientes com sintomas leves e moderados "geralmente" não representam risco de contágio 10 dias após o início dos sintomas e, portanto, não precisam ser novamente testados para terem alta. "Os dados disponíveis indicam que pessoas com a covid-19 leve a moderada permanecem infecciosas não mais de 10 dias após o início dos sintomas", afirmou o CDC a 22 de julho.

A recomendação norte-americana não surpreendeu Julian Tang, virologista da Universidade de Leicester, no Reino Unido, e da Universidade Nacional de Singapura, que "há vários meses" aconselha as equipas clínicas a libertar os doentes após 10 dias de isolamento: "Nunca se alcançará risco zero absoluto, mas os estudos mostraram que o desenvolvimento do vírus acaba, em geral, após 10 dias."

A entidade de saúde norte-americana alerta, no entanto, para o facto de a recomendação não se aplicar a casos graves de infeção por coronavírus - essas podem permanecer infecciosas até 20 dias após o início dos sintomas - e também não reflete aqueles que foram expostos ao vírus e não foram testados. Para esses a recomendação mantém-se. "Devem ficar em casa por 14 dias após seu último contacto com uma pessoa com covid-19", refere o CDC.

Em todos os casos, o autoisolamento imediato é crucial, pois "as pessoas são mais infecciosas no início da infeção por SARS-CoV-2 e antes do aparecimento dos sintomas. Estudos mostraram que a produção de vírus é mais forte no início da infeção, antes do sistema imunológico responder e destruir o vírus", de acordo com o professor de epidemiologia da Universidade de Yale, Kaveh Khoshnood.

Desde que o vírus chegou aos Estados Unidos, vários estudos sugeriram que a maioria das pessoas é infecciosa por apenas um curto período, geralmente de quatro a nove dias. Segundo um estudo publicado na revista Nature, o vírus começa a ser neutralizado por anticorpos que aparecem no quinto dia de uma infeção e que, no oitavo ou nono dia, nenhum vírus vivo foi detetado. Um outro estudo sobre esfregaços nasais e carga viral publicado no New England Journal of Medicine descobriu que a quantidade de vírus parece diminuir quase desde o primeiro dia de sintomas.

As regras de isolamento (termo mais usado para quem aguarda resultados) e quarentena (termo mais usado para quem já testou positivo) diferem de país para país. A grande maioria segue as recomendações da OMS, que atualizou as suas orientações em junho para recomendar 10 dias de isolamento para aqueles que não apresentam sintomas e pelo menos 13 dias para pessoas com sintomas.

Em Portugal, um doente com covid-19 saí do isolamento depois de dois testes negativos ou 14 dias depois de terem desaparecido os sintomas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG