Detido um suspeito do atentado em Istambul

Atentado foi perpetrado por um bombista suicida, um sírio de 28 anos

A polícia turca deteve um homem suspeito de envolvimento no atentado de terça-feira em Istambul, em que morreram 10 pessoas, a maioria turistas alemães, informou hoje o ministro do Interior da Turquia, Efkan Ala.

"Uma pessoa foi detida em operações realizadas ontem (terça-feira) à noite. A investigação prossegue a um ritmo muito intenso", disse o ministro numa conferência de imprensa com o homólogo alemão, Thomas de Mazière, de visita a Istambul.

O atentado foi perpetrado por um bombista suicida, um sírio de 28 anos, que, segundo Ala, foi identificado pelas impressões digitais e não constava de nenhuma lista de suspeitos de terrorismo das autoridades.

"Onze pessoas - nove alemães, um norueguês e um peruano - continuam hospitalizadas", acrescentou o ministro, precisando que dois dos alemães estão em estado considerado grave.

Efka Ala prometeu partilhar com a Alemanha os elementos da investigação e apelou ao conjunto da comunidade internacional para que reforce a cooperação em matéria de luta contra o terrorismo.

"Os países devem enfrentar os terroristas sem distinção de afiliação ou ideologia", disse, frisando que "o terrorismo mundial é o principal problema com que a humanidade se confronta neste século".

A detenção de hoje é aparentemente a primeira diretamente relacionada com o atentado, depois de, na terça-feira, a polícia ter detido em operações nos meios 'jihadistas' 65 pessoas em várias cidades da Turquia - Ankara, Izmir (oeste), Kilis, Adana, Mersin e Antalya (sul) e Sanliurfa (sudeste).

Entre os detidos figuram três cidadãos russos e 15 sírios, segundo a agência Dogan.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG