Covid-19. Presidente do Brasil diz que já não está infetado

Jair Bolsonaro disse que fez um teste para detetar se ainda estava infetado pelo vírus SARS-CoV-2, que causa a covid-19, e constatou que já se recuperou plenamente da doença.

"RT-PCR para Sars-Cov 2: negativo. Bom dia a todos", escreveu o presidente brasileiro nas suas contas nas redes sociais.

A informação foi publicada juntamente com uma foto na qual Bolsonaro aparece a segurar uma caixa de cloroquina, medicamento usado para combater a covid-19 no Brasil, que não tem eficácia científica comprovada.

O presidente brasileiro, de 65 anos, não disse quando fez o novo teste, sendo que na quarta-feira testou positivo pela terceira vez.

Desde que confirmou a infeção por covid-19, no dia 7 de julho, Bolsonaro passou a despachar por videoconferência a partir da sua residência oficial em Brasília, o Palácio da Alvorada, onde garantiu que permanecia isolado e sem contacto com os seus familiares.

O chefe de Estado brasileiro não esclareceu quando planeia retomar sua agenda oficial, embora se acredite que o fará a partir da próxima segunda-feira.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de infetados e de mortos (mais de 2,3 milhões de casos e 85.238 óbitos), depois dos Estados Unidos.

A pandemia de covid-19 já provocou cerca de 640 mil mortos e infetou mais de 15,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG