Covid-19. OMS admite que ameça de pandemia se tornou muito real

"Esta pode ser a primeira pandemia na história que seremos capazes de controlar", afirmou o diretor-geral da OMS.

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou esta segunda-feira que a ameaça de uma pandemia "voltou a ser muito real", depois de o número de casos ter superado os 100 000 contágios em mais de 100 países.

"É preocupante que tantos países tenham sido afetados tão rapidamente, o número de casos mostra que a ameaça de pandemia se revelou muito real, mas esta pode ser a primeira pandemia na história que seremos capazes de controlar", estimou Tedros Ghebreyesus. em conferência de imprensa.

A OMS declarou a última pandemia global em 2009, com a gripe A.

"Não nos preocupa a palavra, mas sim a reação que provoca e queremos que esta seja a de continuar a lutar, não a de abandonar", afirmou a este respeito o diretor executivo da OMS para Emergências Sanitárias, Mike Ryan.

Mais de 70% das pessoas contaminadas pelo novo coronavírus na China estão curadas, anunciou hoje a OMS, indicando que o gigante asiático "está prestes a controlar a epidemia".

"Em 80 000 casos reportados na China, mais de 70% estão curados", afirmou o responsável da OMS.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG