Coreia do Sul pondera suspender algumas sanções contra Pyongyang

Sanções surgiram na sequência do ataque ao navio Cheonan em 2010, que tirou a vida a 45 marinheiros sul-coreanos

A ministra dos Negócios Estrangeiros sul-coreana afirmou esta quarta-feira que Seul está a ponderar suspender algumas das sanções unilaterais contra Pyongyang, para fortalecer a diplomacia e contribuir para o desarmamento nuclear.

Kang Kyung-wha disse esta quarta-feira a deputados do parlamento que o Governo está "a rever" se vai suspender algumas das sanções impostas em 2010 à Coreia do Norte, na sequência do ataque ao navio Cheonan, que causou a morte de 45 marinheiros sul-coreanos.

A concretizar-se a suspensão de sanções, esta seria uma medida sobretudo simbólica, uma vez que é muito difícil para Seul retomar projetos económicos conjuntos com o Norte, devido às sanções internacionais lideradas pelos Estados Unidos.

Exclusivos

Premium

Contratos públicos

Empresa que contratava médicos para prisões não pagou e sumiu

O Estado adjudicou à Corevalue Healthcare Solutions, Lda. o recrutamento de médicos, enfermeiros, psicólogos e auxiliares para as prisões. A empresa recrutou, não pagou e está incontactável. Em Lisboa há mais de 30 profissionais nesta situação e 40 mil euros por pagar. A Direção dos Serviços Prisionais diz nada poder fazer.