Coreia do Sul dispara contra objeto estranho vindo de Pyongyang

Foram disparados mais de 90 tiros contra o que parecia ser um drone

As forças armadas da Coreia do Sul dispararam sobre um objeto não identificado que entrou no espaço aéreo do país vindo da Coreia do Norte. As autoridades suspeitam que se trate de um drone.

Segundo a AFP, que cita a agência de notícias sul-coreana Yonhap, foram disparados mais de 90 tiros e o objeto, que estava sobre a zona desmilitarizada entre as Coreias, desapareceu dos radares.

Fontes militares disseram à AFP que não é a primeira vez que drones sobrevoam esta zona e não esclareceram se o objeto caiu ou se voltou a atravessar a fronteira, regressando à Coreia do Norte.

"O exército mantém a vigilância apertada no Norte", dizia um comunicado das forças armadas sul-coreanas.

A tensão entre as Coreias tem-se intensificado nos últimos meses e este domingo Pyongyang lançou um novo míssil balístico de médio alcance. O regime de Kim Jong Un afirmou que o lançamento foi um "sucesso" e que vai começar a produção em massa de mísseis capazes de atingir o Japão e as bases militares norte-americanas ali instaladas.

Este último lançamento é um desrespeito às sanções das Nações Unidas e foi criticado pela comunidade internacional. O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou "o desafio flagrante e provocador" da Coreia do Norte à proibição de testes de mísseis balísticos e ameaçou com novas sanções ao lançamento mais recente.

A Coreia do Norte realizou uma dezena de disparos de mísseis desde o início deste ano e avança a bom ritmo no sentido de produzir um míssil balístico intercontinental (ICBM) capaz de atingir com fogo nuclear o continente americano.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG