Data e local da cimeira entre Trump e Kim Jong-un estão decididos

Presidente dos EUA tem referido que o encontro poderá ocorrer em finais de maio ou início de junho

A data e o local da cimeira inédita com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, estão decididos e serão anunciados em breve, afirmou esta sexta-feira o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

"Temos uma data. E temos um local. Vamos anunciar em breve", disse o chefe de Estado norte-americano, em declarações aos jornalistas em South Lawn, um dos parques da Casa Branca, antes de partir para Dallas, no Estado norte-americano do Texas, onde vai intervir hoje na convenção anual da Associação Nacional de Armas (NRA, na sigla em inglês).

Na segunda-feira, Trump admitiu que a zona desmilitarizada criada entre as duas Coreias (DMZ, na sigla inglesa), uma "terra de ninguém" criada entre os dois territórios, poderia seria uma forte candidata para acolher esta cimeira de contornos históricos. Na mesma altura, também mencionou a possibilidade de o encontro realizar-se em Singapura.

O Presidente norte-americano tem falado igualmente que o encontro poderá ocorrer em finais de maio ou no início de junho.

Ainda em declarações aos jornalistas ao sair da Casa Branca, Trump desmentiu uma notícia avançada pelo diário The New York Times segundo a qual o governante terá pedido ao Departamento de Defesa (Pentágono) para preparar opções para reduzir o número de tropas norte-americanas destacadas na Coreia do Sul.

Essa opção "não está em cima da mesa", garantiu Trump, salientando, no entanto, que gostaria de "economizar dinheiro" a longo prazo.

Trump falou ainda sobre os três cidadãos norte-americanos detidos na Coreia do Norte, afirmando que a gestão do "dossiê dos reféns" está a correr de forma positiva. Na rede social Twitter, o governante escreveu, na quarta-feira, que o anúncio da libertação destes cidadãos estava iminente.

Após vários anos de alta tensão em sequência dos programas nuclear e balístico da Coreia do Norte, a península coreana tem testemunhado desde o início do ano um clima de apaziguamento.

Este clima de pacificação abriu o caminho para a realização, no passado dia 27 de abril, de uma cimeira entre os líderes das duas Coreias, Kim Jon-un e Moon Jae-in.

A cimeira foi a primeira entre líderes coreanos em 11 anos e Kim foi o primeiro dirigente norte-coreano a pisar solo da Coreia do Sul desde o fim da Guerra da Coreia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG