Coreia do Norte confirma teste nuclear "bem-sucedido"

Um tremor de terra de 5 graus de magnitude foi detetado por Seul, que diz que este foi o teste mais potente de Pyongyang

A Coreia do Norte confirmou esta sexta-feira ter levado a cabo o quinto ensaio nuclear "com sucesso", depois de a atividade sísmica registada na região ter levado vários países vizinhos a suspeitar de um novo teste. Países como a França, EUA, Japão, Coreia do Sul e China já condenaram o ato, com o Presidente Barack Obama a advertir para "consequências graves" e François Hollande a apelar ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para responder a esta violação das resoluções.

A confirmação do ensaio nuclear surge depois de Seul ter dito que este foi o teste mais potente alguma vez realizado por Pyongyang. Um tremor de terra de cerca de 5 graus de magnitude foi detetado às 09:30 locais (01:30 em Lisboa), muito perto da base de testes nucleares de Punggye-ri, cenário de quatro ensaios nucleares anteriores, pelo serviço meteorológico sul-coreano, assim como pelo Centro Sismológico da Europa, Serviço Geológico dos Estados Unidos e agência meteorológica japonesa.

O anúncio foi apresentado pela locutora Ri Chun-hee, num breve espaço informativo especial emitido pela televisão estatal KCTV por volta das 13:00 locais (04:30 em Lisboa).

O teste confirma que uma ogiva nuclear pode ser instalada em mísseis balísticos, segundo a televisão norte-coreana. "O nosso (...) partido enviou uma mensagem de felicitações aos nossos cientistas nucleares (...) por terem conseguido levar a cabo um ensaio de explosão de uma ogiva nuclear", disse a locutora.

Em janeiro a Coreia tinha anunciado outro teste e surgiram muitas dúvidas, por parte de peritos consultados pela imprensa internacional, sobre capacidade de Pyongyang de testar uma bomba de hidrogénio, nomeadamente porque o impacto da detonação deveria ter sido muito maior do que aquele que foi registado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG