Confrontos entre polícia e manifestantes

Há mais de um mês que sindicatos e associações de estudantes convocam manifestações de protesto contra o projeto do governo de reforma laboral

A polícia francesa confrontou-se hoje em várias cidades com manifestantes radicais que participavam nos protestos contra a reforma laboral do governo socialista, respondendo com gás lacrimogéneo e canhões de água ao lançamento de objetos contra os agentes.

Os principais confrontos registaram-se em Rennes (noroeste) e em Nantes (oeste), quando a polícia tentou impedir grupos de jovens de acederem a determinadas zonas das cidades.

O dia de greve tem sido marcado por algumas perturbações nos aeroportos. No caso do aeroporto parisiense de Orly, a Direção-Geral da Aviação Civil tinha anunciado o cancelamento de um quinto dos voos previstos.

Há mais de um mês que sindicatos e associações de estudantes vêm convocando manifestações de protesto contra o projeto do governo de reforma laboral, que consideram uma ameaça aos direitos dos trabalhadores, acusando-o de favorecer a precarização.

Os sindicatos dizem que a reforma visa facilitar os despedimentos, permitir o alargamento do horário de trabalho e dar primazia aos acordos de empresa sobre os acordos coletivos. O governo replica que é preciso flexibilizar o mercado laboral para se criar mais emprego.

Exclusivos