Como o calor de milhares de velas salvou as vinhas da Borgonha

Frio obrigou produtores a colocar velas no campo para "aquecer" as vinhas

A intensa geada de primavera na região de Borgonha, em França, obrigou os produtores vinícolas a tomarem medidas drásticas para salvar as culturas: recuperando uma prática antiga, cobriram os campos com milhares de velas que evitaram a formação de geadas, através de uma pequena subida da temperatura que contrariou a vaga de frio que atingiu a região.

Em Chablis, os vinhedos conseguiram combater os efeitos do mau tempo graças a esta prática ancestral, que resulta em imagens de grande beleza. O fotógrafo Aurélien Ibanez decidiu documentar o momento e partilhou as fotografias na sua página de Facebook.

As imagens mostram a paisagem iluminada por milhares de pequenas chamas que, apesar do propósito utilitário, deslumbram quem passa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG