Chuva, neve e vento na Europa: 10 mortos em Itália, milhares sem eletricidade em França

Vaga de mau tempo está a varrer o continente. Itália é dos países mais atingidos

Às cinco vítimas mortais de segunda-feira, as autoridades italianas somaram hoje mais cinco: um homem atingido por uma árvore na zona de Veneza, um bombeiro morto no Alto Ádige, uma mulher levada pela lama em Trento, um praticante de kitesurfe empurrado pelo vento contra as rochas em Cattolica e um homem que se afogou num lago em Levico.

As autoridades estão ainda à procura do dono de um veleiro que se despenhou contra os rochedos ao largo da Calábria.

De acordo com os media locais, há 170 turistas e funcionários bloqueados nos Alpes entre Itália e a França devido às fortes quedas de neve.

Mas foi sobretudo a chuva a causar estragos em Itália. Sobretudo em Veneza, onde as águas subiram mais de 1,50 metros, deixando a cidade submersa.

Os ventos fortes estão a causar perturbações no trânsito e em Génova o aeroporto esteve encerrado toda a manhã devido aos detritos levados para as pistas pela chuva, vento e pela maré. Muitas escolas, inclusive em Roma, estiveram fechadas.

Nevão e subida das águas

Os países vizinhos também não escaparam ao mau tempo. Na Áustria, parte do teto da fortificação medieval de Salzburgo voou com o vento durante a noite. E na cidade de Muhr a população foi aconselhada a procurar refúgio nas zonas altas devido à subida das águas.

Não vi nada assim nas últimas décadas", confessou à AFP Martin Guggenberger, comandante dos bombeiros locais.

A Eslovénia está em alerta vermelho devido à neve e em vários cantões suíços o mau tempo levou ao encerramento de estradas.

Em França é sobretudo a neve que está a causar estragos. Há perto de 200 mil casas sem eletricidade. Na Córsega, o alerta vermelho foi levantado depois do susto da manhã.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG