China vai construir novo quartel militar nos arredores de Maputo

A obra está orçada em nove milhões de dólares

A China vai construir um novo quartel militar nos arredores de Maputo, anunciou o ministro da Defesa de Moçambique, Atanásio M'Tumuke.

A obra está orçada em nove milhões de dólares e a primeira pedra foi lançada na segunda-feira no bairro de Matola Gare, na presença do ministro da Defesa chinês, Chang Wanquan, segundo refere a edição de hoje do jornal moçambicano Notícias.

O governante asiático termina hoje uma visita ao país iniciada na segunda-feira.

Na terça, Chang Wanquan manteve audiências com o Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, e com o ministro da Defesa, Atanásio M'Tumuke.

No encontro, que decorreu à porta fechada, os dois ministros analisaram o estado de cooperação setorial e concluíram que, apesar de as relações estarem de boa saúde, podem ser dinamizadas.

Entre outros aspetos, Wanquan manifestou-se interessado em impulsionar o intercâmbio entre as instituições de ensino superior militar dos dois países, de acordo com o comunicado final da reunião.

De acordo com dados da diplomacia de Pequim em Maputo, a China é um dos maiores investidores em Moçambique, sobretudo nas áreas da construção, infraestruturas, gás natural, energia e madeira.

Fim/Lusa

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG