Nem drones nem papagaios de papel: China proíbe voos sobre Pequim antes de parada militar

Sete dos 16 distritos da capital chinesa não podem utilizar papagaios de papel, drones e pombos em cativeiro até 1 de outubro por motivos de segurança.

A China proibiu atividades de voo sobre o centro de Pequim no momento em que prepara uma parada militar para marcar o 70.º aniversário do governo do Partido Comunista a 1 de outubro.

Um aviso público divulgado este domingo no site do Governo de Pequim informa que atividades de voo que afetam a segurança estão proibidas em sete dos 16 distritos da capital, de 15 de setembro a 1 de outubro, estando proibida a utilização de papagaios de papel, drones e pombos em cativeiro.

A China está a realizar ensaios para o desfile pelo segundo fim de semana consecutivo.

Aviões militares sobrevoaram este domingo o percurso, depois de tanques e outros veículos militares o terem feito na noite anterior.

O desfile faz parte de uma enorme cerimónia planeada na Praça Tiananmen para marcar a fundação da República Popular da China a 1 de outubro de 1949.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG