Carlos Moedas reforça cooperação com Fundação de Bill Gates

Comissário português esteve reunido com Bill Gates esta quinta-feira, em Bruxelas, com quem discutiu o reforço da cooperação e financiamento de projetos na área da saúde e desenvolvimento.

"O Ébola matou 11 mil pessoas. Teve um custo de 4,6 mil milhões de euros. Causou recuos tremendos em três países", mas "o mais chocante é que as coisas podiam ter sido diferentes. Se cerca de 20 milhões de euros tivessem sido gastos há alguns anos, existiria um vacina disponível no início do surto", declarou esta quinta em Bruxelas o comissário europeu para a Inovação, Ciência e Investigação, Carlos Moedas.

O comissário falava numa conferência sobre investigação e inovação para uma saúde global após se ter encontrado com o fundador da Microsoft, Bill Gates, com quem abordou a cooperação entre o programa Horizonte 2020 e a Fundação Bill & Melinda Gates em projetos comuns, como o combate a doenças, mortalidade infantil, problemas durante a gravidez e no desenvolvimento de vacinas.

Conferência em que foi apresentado relatório G-Finder sobre investimento na saúde em áreas negligenciadas.

Este tipo de cooperação da Comissão Europeia com entidades privadas permite que a comissão seja atualmente o segundo principal financiador mundial nas áreas da saúde referidas anteriormente. Com destaque para a investigação e criação de novas vacinas, instrumento indispensável para combater situações como as causadas pelo vírus Zika e Ébola.

As palavras de Carlos Moedas pretenderam pôr em evidência a importância da prevenção, da "flexibilidade orçamental" e da investigação e desenvolvimento (R&B) para impedir que "deficiências na saúde" deprimam "as economias em larga escala. Com menor crescimento económico, contrai-se o comércio e são destruídos postos de trabalho".

Como notou ainda Moedas, "as doenças não se preocupam com fronteiras. Reduzir o investimento nas questões da saúde global é profundamente errado. Significa darmos um tiro no pé". Por isso, a Comissão e o Banco Europeu de Investimento têm linhas de crédito para a investigação e produção de medicamentos para doenças infecciosas, um fundo pan-europeu para a inovação, no valor de 1,6 mil milhões de euros e, resultado da parceria com a Fundação Bill & Melinda Gates, será atribuído este ano o Prémio do Dia de Nascimento a conceder a um grupo de investigadores com ideias inovadoras para apoiar as mães e os bebés antes, durante e após o parto.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG