Caçador condenado a ver o filme "Bambi" uma vez por mês na prisão

Foi condenado a um ano de prisão por caça ilegal, mas também a ver uma vez por mês o filme da Disney "Bambi" na cadeia. Com esta sentença, o juiz do Missouri espera que David Berry Jr. não volte a matar veados ilegalmente

A história pode contar-se assim: era uma vez um caçador ilegal que matou centenas de veados. Foi condenado a um ano de prisão. E um juiz do Missouri impôs-lhe que assistisse na cadeia, uma vez por mês, ao filme da Disney "Bambi" como parte da sentença. No clássico, de 1942, a mãe de Bambi é morta por caçadores, uma cena que tem emocionado milhares de crianças ao longo de várias gerações.

David Berry Jr., bem como o pai e o irmão, foram condenados por matar centenas de veados nos últimos anos num dos "casos mais importantes da caça clandestina do Estado" do Missouri.

De acordo com o The Washington Post , durante quase nove anos a família Berry matou veados, sobretudo à noite. Depois, levava as cabeças deixando os corpos dos animais a apodrecer no local onde eram caçados. "Levar apenas as cabeças é a sua versão de obter um troféu"., analisou Randy Doman, chefe da divisão do Departamento de Conservação de Missouri, ao jornal Springfield. "Há casos em que os caçadores retiram os chifres para ter proveito financeiro, mas este grupo era mais por causa da emoção da matança", acrescentou o responsável.

"As condenações de Berry Jr. são o início de uma longa lista de atividades ilegais de caça e pesca praticadas por ele e por outros elementos da família", afirmou Andy Barnes, do departamento de conservação do condado de Lawrence.

Após nove meses de investigação, David Berry Jr. foi detido a 31 de agosto de 2016, juntamente com o pai e o irmão. Mais de uma dúzia de outros caçadores furtivos foram condenados. O juiz Robert George, do condado de Lawrence, espera agora que a magia da Disney faça com que, pelo menos um deles, perceba que errou, de acordo com os registos do tribunal obtidos pelo Springfield. O magistrado determinou que o primeiro visionamento deverá ser feito antes de 23 de dezembro deste ano, e depois uma vez todos os meses até Berry Jr completar um ano de prisão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG