Boris Johnson caiu numa espécie de "Apanhados" por telefone

Dupla de russos enganou o ministro dos Negócios Estrangeiros que julgava estar a falar com o Primeiro-Ministro da Arménia

Lexus e Vovan são uma dupla de "mentirosos" profissionais. Os dois russos, cujos verdadeiros nomes são Alexei Stolyarov e Vladimir Kuznetsov, especializaram-se em fazer telefonemas falsos e já enganaram até Elton John, quando se fizeram passar por Vladimir Putin. Desta vez, conseguiram manter Boris Johnson durante 18 minutos ao telefone, que acreditou que estaria a falar com o Primeiro-Ministro da Arménia, Nikol Pashinyan.

O ministro dos Negócios Estrangeiros britânico deu conselhos sobre como lidar com Vladimir Putin, falou sobre a Síria e ainda sobre o caso Skripal, até perceber que tinha sido enganado.

O vídeo foi partilhado online e é possível ouvir-se alguém a afirmar que é Nikol Pashinyan e a pedir conselhos sobre como lidar com Vladimir Putin bem como sobre a reação do Reino Unido ao envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal.

Uma fonte da diplomacia do Reino Unido disse ao The Guardian que esta "parece ser a mais recente tentativa desesperada do Kremlin de salvar a cara depois de ter sido internacionalmente envergonhado na sequência do ataque a Skripal".

Uma porta-voz de Theresa May afirmou que o telefonema "não deveria ter acontecido" e avançou que já está uma investigação em curso.

Stolyarov e Kuznetsov já negaram acusações de que teriam ligações com os serviços de inteligência russos, mas os seus telefonemas costumam ir ao encontro de questões sensíveis ao Kremlin.

No telefonema com Boris Johnson, Stolyarov referiu o envenenamento dos dos Skripals, bem como o uso de armas químicas na Síria e ainda pediu conselhos para lidar com Putin. Johnson respondeu de uma forma muito próxima daquela que é a sua postura pública em relação a estes assuntos, embora tenha manifestado alguma confusão à medida em que o telefonema se desenrolava, tendo terminado a ligação abruptamente.

"Se tiver uma mensagem para Putin é de que não queremos uma guerra fria, mas queremos ver uma melhoria na forma como a Rússia se comporta", foi uma das frases ditas pelo ministro dos Negócios Estrangeiros britânico ao falso Nikol Pashinyan.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG