Batalha naval: o brexit também foi disputado no rio Tamisa

O líder do UKIP protestava contra as leis da pesca na UE quando foi interrompido pelo cantor Bob Geldof. Seguiu-se uma troca de ameaças e insultos

O encontro no Tamisa de Nigel Farage, líder do partido eurocético e anti-imigração UKIP, e de Bob Geldof, cantor conhecido por ter organizado o concerto Live Aid gerou uma batalha naval de palavras: as duas figuras cruzaram-se no rio que atravessa Londres e rapidamente se criou o que parecia uma corrida e uma competição de quem conseguia fazer-se ouvir mais alto, segundo os jornais ingleses.

Nigel Farage embarcou esta tarde num barco luxuoso para, junto a alguns pescadores e membros do movimento Fishing for Leave, protestar contra as normas sobre pesca impostas pela União Europeia (UE) no Reino Unido. A "armada" de Nigel incluía cerca de 30 barcos que deviam chegar a Westminster na altura em que David Cameron ia responder a uma sessão de perguntas na Câmara dos Comuns.

Enquanto descrevia aos meios de comunicação social como a indústria de pesca britânica está "literalmente a ser destruída" pela UE, Nigel foi interrompido por outro protesto organizado por Bob Geldof. Em barcos de borracha e pequenos botes, o músico e outros opositores do brexit juntaram-se aos barcos de Nigel no rio Tamisa, o que desencadeou uma troca de acusações.

O barco de Bob Geldof chegou a tocar música muito alta - The In Crowd, de Dobie Gray - enquanto o cantor gritava "Nigel, és uma fraude" e fazia um gesto ofensivo no país. "Aqui estão os factos sobre as pescas. O Reino Unido faz mais dinheiro a partir das pescas do que qualquer outro país da Europa. Dois, o Reino Unido tem a segunda maior quota de pesca na Europa, a seguir à Dinamarca", continuou a gritar o músico.

Um dos barcos pesqueiros que apoiava Nigel aproximou-se do barco de Bob Geldof e molhou-o com uma mangueira. Houve uma troca de insultos e ameaças entre os manifestantes que obrigaram as autoridades marítimas a intervirem.

Nigel Farage descreveu a atitude de Bob Geldof como "horrível e nojenta" quando saiu do barco, segundo o The Guardian. "É um insulto a estas pessoas", afirmou. "Alguns destes homens vieram do norte da Escócia, comunidades que nunca foram ouvidas e onde milhares de empregos foram perdidos e vêm para aqui protestar para serem ouvidos e encontram um multimilionário que se ri deles", continuou, revoltado.

Nigel Farage partilhou uma imagem no Twitter a bordo do barco durante o protesto, antes da interrupção do músico. O líder partidário prometeu ainda dar uma resposta às atitudes de Bob Geldof num discurso que vai ser transmitido ainda esta noite.

O gesto de Bob Geldof está a ser criticado nas redes sociais e alguns dos pescadores que se tinham juntado a ele acabaram por deixar o protesto. "Estes pescadores têm problemas sérios e não deviam ser ofuscados por Bob Geldof", afirmou Bethany Pickering, uma ativista contra o brexit que abandonou o protesto do músico.

A partir do parlamento, os deputados assistiam à cena nas águas sob a ponte de Westminster, enquanto os meios de comunicação social filmavas as cenas com helicópteros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG