Sobe para três os mortos no avião que saiu da pista e partiu-se em três em Istambul

Avião que voava entre Esmirna e Istambul ficou partido em três. Três pessoas morreram e há 157 feridos entre as 177 pessoas a bordo.

Um avião Boeing 737-800 que voava entre Esmirna e Istambul saiu da pista durante a a aterragem e ficou partido em três. O último balaço das autoridades locais deu conta de três mortos e pelo menos 155 feridos. Seguiam no aparelho da Pegasus Airlines 177 pessoas, das quais seis eram tripulantes. O mau tempo pode estar na origem do acidente.

Os 177 passageiros, entre eles 12 crianças e seis elementos da tripulação, foram todos retirados ao fim de algumas horas e o aeroporto Sabiha Gökçen foi fechado para voos. Todos os voos com chegada prevista para este aeroporto foram direcionados para um outro em Istambul.

"Alguns passageiros saíram do avião sozinhos, mas outros ficaram presos no interior e os socorristas trabalharam para libertá-los", disse o ministro dos Transportes, Mehmet Cahit Turhan, na televisão CNN Turk.

A pista do Aeroporto Internacional Sabiha Gökçen estava escorregadia, devido às fortes chuvas que têm caído na região, também assolada por ventos de grande intensidade.

A fuselagem do avião, que pertence à companhia aérea Pegasus Airlines, partiu-se e incendiou-se de imediato, quando o aparelho derrapou na aterragem e acabou por sair da pista.

O ministro dos transportes da Turquia, Cahit Turhan, disse que o acidente se deveu a uma "aterragem difícil".

O Ministério Público de Anatólia já abriu uma investigação sobre o caso.

Notícia atualizada às 00:20

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG