Avião colide com pássaros em Moscovo. Aterragem de emergência faz 23 feridos

Avião de passageiros da Ural Airlines A321 transportava 226 passageiros e uma tripulação de sete pessoas. Aterrou num campo de milho a um quilómetro

A aterragem de emergência de um avião num campo junto a um dos aeroportos de Moscovo, na Rússia, provocou esta quinta-feira pelo menos 23 feridos, anunciaram as autoridades russas.

Um avião de passageiros da Ural Airlines A321 transportando 226 passageiros e uma tripulação de sete pessoas, colidiu com um bando de pássaros quando fazia a descolagem do aeroporto Zhukovsky, em Moscovo. O destino era Simferopol, na Crimeia, a península ucraniana anexada pela Rússia em 2014.

Os motores do avião começaram a falhar depois da colisão com os pássaros, e o piloto fez uma aterragem de emergência num campo de milho, a cerca de um quilómetro do aeroporto.

As autoridades russas informaram que 23 pessoas, incluindo cinco crianças, foram hospitalizadas com ferimentos. Segundo a Interfax, um dos feridos está em estado grave.

A televisão estatal apelidou a manobra de "milagre sobre Ramensk", uma referência ao distrito da região de Moscovo onde o avião aterrou. O tabloide Komsomolskaya Pravda apelidou o piloto, Damir Yusupov, como um "herói" por ter "magistralmente aterrado o avião sem o trem de aterragem e com um motor a falhar num campo de milho".

Segundo um passageiro entrevistado pela televisão estatal, o avião começou a abanar violentamente pouco tempo após a descolagem. "Cinco segundos depois, as luzes do lado direito do avião começaram a piscar e cheirava a queimado. Então aterrámos e toda a gente começou a correr", afirmou.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG