Autor de ataque é simpatizante do Estado Islâmico

Jornal sueco escreve que o responsável do atentado é de origem usbeque e tem 39 anos e publicou no Facebbok comentários favoráveis a ações islamitas.

O homem detido hoje como suspeito de estar relacionado com o camião que atropelou uma multidão no centro de Estocolmo é um usbeque que mostrou simpatias pelo grupo radical Estado Islâmico, avançou o diário sueco Aftonbladet.

Segundo esta publicação sueca, que cita fontes não identificadas, o homem, de 39 anos, declarou-se culpado e os seus traços coincidem com os do homem cuja imagem tinha sido difundida horas antes pela polícia sueca. Tinha também restos de cristais na sua roupa e um passa montanhas.

O usbeque, que reside noutro bairro da capital sueca, tinha colocado na sua página na rede social Facebook vídeos propagandísticos daquele grupo e carregado no "gosto" em reação a uma foto de pessoas ensanguentadas tirada depois do atentado na maratona de Boston, em 2013.

Um conhecido do detido garantiu ao Aftonbladet que não acreditava que ele pudesse ser o autor do ataque, contrapondo que era um trabalhador da construção civil, com quatro filhos, que nunca falava de política nem de religião, mas sim de conseguir mais trabalho e enviar dinheiro para a família.

Um camião atropelou hoje várias pessoas às 15:00 locais (14:00 de Lisboa), na principal via pedonal da capital sueca, provocando a morte a quatro e ferimentos a outras 15, antes de embater na fachada de uma grande superfície comercial no centro de Estocolmo.

As autoridades trabalham com a hipótese de se tratar de um atentado terrorista.

Exclusivos

Premium

Livro

Antes delas... ninguém: mulheres que desafiaram o domínio masculino

As Primeiras - Pioneiras Portuguesas num Mundo de Homens é o livro com as biografias de 59 mulheres que se atreveram a entrar nas profissões só de homens. O DN desvenda-lhe aqui oito dessas histórias, da barrista Rosa Ramalho à calceteira Lurdes Baptista ou às 'Seis Marias' enfermeiras-paraqueditas, entre outras