Ataque à faca na região chinesa do Xinjiang deixa oito mortos

Três das vítimas mortais são os atacantes, que foram abatidos pela polícia

Oito pessoas morreram num ataque à faca no Xinjiang, região do noroeste da China onde ocorrem frequentemente conflitos étnicos entre a minoria muçulmana uigur e a maioria han, predominante em cargos de poder político e empresarial regional.

Segundo o comunicado difundido através do 'site' oficial do governo local, o ataque ocorreu na terça-feira no condado de Pishan, sul do Xinjiang.

Cinco pessoas morreram devido aos ferimentos, enquanto as restantes foram hospitalizadas.

As outras três vítimas mortais são os próprios atacantes, que foram abatidos pela polícia.

O comunicado não identifica os responsáveis nem detalha se o ataque foi perpetuado por separatistas uigures.

Com uma área quase 18 vezes superior à de Portugal, a região do Xinjiang faz fronteira com o Afeganistão, Paquistão e Índia.

Em julho de 2009, conflitos étnicos em Urumqi, a capital do Xinjiang, causaram 197 mortos e mais de 1.500 feridos, a maioria dos quais han, a principal etnia da China.

Peritos e grupos de defesa dos direitos humanos consideram que a política repressiva de Pequim relativamente à cultura e religião dos uigures alimenta as tensões.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG