Assaltantes armados massacram 22 civis na República Democrática do Congo

Na zona de Kivu Norte já morreram mais de 700 pessoas nos últimos anos devido a massacres deste tipo

Vinte e dois civis foram massacrados sábado e hoje por assaltantes armados no Kivu Norte, no leste da República Democrática do Congo, disseram hoje fontes oficiais.

O drama deu-se em Erigeti e nos arredores, no território de Beni, na zona norte de Kivu Norte, que vive há mais de dois anos, uma vaga sangrenta de massacres que fez já mais de 700 mortes, segundo Amisi Kalondano, administrador territorial, que imputou a responsabilidade destes massacres aos rebeldes ugandeses, noticiou a AFP.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG