Arábia Saudita suspende restrições a mulheres para facilitar turismo

Não só os casais de estrangeiros vão poder partilhar um quarto sem que lhes seja exigida uma prova do casamento, como as mulheres enfrentarão menos restrições no vestuário a usar na Arábia Saudita.

A Arábia Saudita suspendeu algumas restrições para as mulheres que viajam no reino muçulmano ultraconservador, permitindo-lhes que aluguem um quarto sem a presença de um guardião masculino, informou este domingo a autoridade saudita do turismo.

A Comissão Saudita do Turismo e Património Nacional divulgou os novos requisitos através da rede social Twitter, que também permitem aos casais estrangeiros partilhar um quarto de hotel sem uma prova de casamento.

A flexibilização das regras rigorosas ocorre depois de há pouco mais de uma semana Riade ter anunciado que iria passar a emitir vistos para turismo, visando diversificar as suas receitas muito dependentes do petróleo. Até agora, os vistos só eram dados a muçulmanos para peregrinações, a pessoas que pretendessem visitar familiares ou para a realização de negócios.

No lançamento do novo visto, Riade destacou cinco locais no país classificados pela UNESCO como património mundial, assim como o Mar Vermelho, o deserto e as montanhas.

Para atrair visitantes estrangeiros, o reino também flexibiliza os rígidos códigos de vestuário para as turistas, exigindo que ombros e joelhos estejam cobertos, mas não a utilização da abaya (vestido comprido que cobre todo o corpo), de acordo com a informação divulgada no 'site' sobre os vistos.

Exclusivos