Alemanha estima enviar 1200 soldados para a Síria

País não participará nos bombardeamentos mas dará apoio ao nível da logística e reconhecimento

Cerca de 1200 soldados alemães deverão participar no trabalho de apoio, reconhecimento e logística que a Alemanha se comprometeu a realizar na luta contra o grupo extremista Estado Islâmico na Síria, segundo fonte oficial.

O chefe das forças armadas da Alemanha, Volker Wieker, disse numa entrevista ao jornal "Bild am Sonntag" que esse é o pessoal necessário para os aviões de reconhecimento e para a fragata que o governo decidiu enviar para a região, numa missão que ainda será definida em Conselho de Ministros e no parlamento.

Esta seria a maior missão da Alemanha na atualidade. O país não participará nos bombardeamentos aliados porque, segundo Wieker, a coligação internacional tem atualmente formas e meios suficientes para os realizar de forma eficaz.

A necessidade recai então, segundo o responsável alemão das forças armadas, em efetivos que realizem trabalhos de reconhecimento do terreno.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG