Advogado de defesa diz que Abdeslam é "um imbecil"

Sven Mary afirmou ainda que o principal suspeito dos atentados de Paris nunca leu o Alcorão. "Leu uma interpretação na internet", disse

O advogado belga de Salah Abdeslam falou sobre o seu cliente, depois de este ter sido extraditado para França. Sven Mary considera que o suspeito dos atentados de 13 de novembro em Paris "é um imbecil", com uma "inteligência de um cinzeiro vazio".

O Libération escreve que Sven Mary não ficou desiludido por já não representar Abdeslam, sentindo-se até aliviado. "Se eu soubesse dos atentados de Bruxelas, nunca teria ficado com o caso", referiu ao jornal francês, admitindo, no entanto, "todos têm direito a uma defesa".

Ele disse que leu uma interpretação (do Alcorão) na internet. Para mentes simples é perfeito, a internet é o máximo que eles conseguem perceber

Sobre Abdeslam, detido dias antes dos atentados de 22 de março, o advogado descreve-o desta forma: "É um pequeno criminoso imbecil de Molenbeek, mais seguidor do que líder." E vai mais longe: "Tem uma inteligência de um cinzeiro vazio. Ele é o exemplo perfeito da geração GTA [o videojogo Grand Theft Auto] que pensa que vive no videojogo."

Sven Mary contou que perguntou a Abdeslam se tinha lido o Alcorão. "Ele disse que leu uma interpretação na internet. Para mentes simples é perfeito, a internet é o máximo que eles conseguem perceber", afirmou.

Abdeslam irá ficar detido numa prisão de alta segurança em França, não tendo sido divulgado o local. Ficará isolado dos restantes presos e sob vigilância de uma equipa especial, experiente na detenção de reclusos perigosos, segundo explicou Jean-Jacques Urvoas, ministro da Justiça francês.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.