Adolescente de 15 anos morre isolada em cabana por estar menstruada

A jovem estava menstruada e por isso era considerada impura, pelo que foi obrigada a ficar sozinha numa cabana. E não é caso único

Uma rapariga de 15 anos morreu em Achham, no Nepal, após ter sido obrigada a ficar numa cabana isolada da aldeia porque estava menstruada. A jovem morreu por inalação de monóxido de carbono, segundo a polícia, após ter inalado fumo de uma fogueira que acendeu para se aquecer durante a noite, no casebre de lama e pedra.

Roshani Tiruwa estava na cabana pois, segundo o chhaupadi, uma velha prática hindu que foi banida no país em 2005, uma mulher menstruada é impura e deve ser afastada do resto da família e aldeia.

A jovem é a segunda a morrer nesta região este mês por causa do chhaupadi, segundo o The Guardian. De acordo com esta tradição, a comunidade é prejudicada ou fica sujeita a um grande azar se uma mulher menstruada não for isolada e proibida de dormir em qualquer lado ou até de tocar em homens.

As mulheres muitas vezes acabam por dormir em cabanas isoladas e sem condições, que partilham com o gado, e onde ficam sujeitas a ataques de cobras e outros animais selvagens ou violações.

As casa não protegem do frio das noites de inverno nem do calor do verão e as mulheres também não podem comer normalmente, sendo proibidos alimentos como o leite e algumas frutas.

Esta prática foi banida no país há mais de 10 anos mas segundo os ativistas continua a ser comum nas zonas mais remotas. Ativistas acusam o governo de não ter feito o suficiente para travar este costume.

Em resposta, os dirigentes dizem não conseguir combater costumes antigos em tão pouco tempo.

"Lançámos diferentes esquemas mas apagar rapidamente práticas que estão profundamente enraizadas na sociedade é difícil", disse Binita Bhattarai, do ministério da mulher e da criança, segundo o Guardian. "Mudar mentalidades e atitudes sociais é um processo demorado".

Exclusivos