Acidente em Medina incendeia autocarro e mata 35 peregrinos

O embate registou-se perto da cidade sagrada muçulmana e provocou ainda quatro feridos em estado grave.

35 turistas foram mortos e quatro ficaram feridos em estado grave devido ao embate de um autocarro embateu num outro veículo pesado (uma escavadora) perto da cidade sagrada muçulmana de Medina, na Arábia Saudita.

O acidente registou-se ao final da tarde desta quarta-feira, revelou um porta-voz da polícia à agencia oficial de notícias saudita, tendo o autocarro, onde seguiam peregrinos árabes e asiáticos, se incendiado.

O governo saudita tem intensificado os esforços nos últimos anos em promover o turismo religioso como forma de potenciar a sua economia, mas esta maior afluência de peregrinos vindos de vários pontos do mundo já provocou vários acidentes.

Em abril de 2018, quatro britânicos morreram e 12 ficaram feridos quando o autocarro em que viajavam para Meca embateu com um camião na aldeia de Al-Khalas. Já em janeiro de 2017, morreram seis pessoas também de nacionalidade britânica - entre as quais um bebé de dois meses - noutro acidente de viação em Medina.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG