A mulher de amarelo tornou-se na imagem dos atentados de Bruxelas

Nidhi Chaphekar, de 40 anos, trabalha para a Jet Airways em Mumbai, e é mãe de duas crianças

O momento em que a mulher ensanguentada e em estado de choque se senta num banco logo após a explosão das bombas no aeroporto de Bruxelas tornou-se numa das imagens mais assombrosas dos ataques. Fez capa em vários jornais, do The Guardian ao The Times.

Nidhi Chaphekar foi identificada pela família, que viu a foto a circular nas redes sociais logo após as explosões no aeroporto. "Estávamos na Internet à procura de informações e detalhes sobre as explosões quando vimos as fotografias", contou o cunhado, Nilesh Chaphekar, à Associated Press. A primeira reação foi: "Ela está viva! Graças a Deus, está viva!"

Nidhi Chaphekar, de 40 anos, trabalha para a Jet Airways em Mumbai, antiga Bombaim, e é mãe de duas crianças.

Na imagem, Nidhi aparece com o uniforme amarelo desfeito, aparentemente pela força das explosões, e com sangue a escorrer pelo rosto. Ao lado, uma mulher com a mão direita cheia de sangue tenta fazer uma chamada telefónica. A hospedeira de bordo apoia uma perna no banco e mantêm o pé direito suspenso no ar para evitar pisar os estilhaços de vidro espalhados pelo chão. Mas é a expressão de choque e o ar perdido e de confusão que captura o horror dos ataques.

No Twitter pessoas de todo o mundo partilharam a imagem com a hashtag #PrayforNidhi.

A família está a tentar chegar a Bruxelas mas o aeroporto continua encerrado. "Ainda estamos a decidir onde vamos aterrar ", disse o cunhado à AP. "Temos conhecimento que está a responder bem aos medicamentos e que tem algumas fraturas e queimaduras, mas não sabemos qual é a gravidade dos ferimentos", acrescentou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG