Um jornal mais vivo e próximo do leitor

Um Diário de Notícias renovado, com mais opinião, reportagens, entrevistas e leitura ao fim de semana e uma ligação mais estreita à edição digital que atrai cada vez mais leitores a www.dn.pt. E um jornal mais noticioso, mais informativo e direito ao ponto todos os dias da semana.

Assim se apresenta o DN a partir do dia 1 de janeiro, quando serão introduzidas algumas alterações que pretendem ir crescentemente ao encontro da vontade e dos interesses dos leitores.

Uma mudança que é visível desde logo nas primeiras páginas das edições de sexta-feira, sábado e domingo (imagem à esquerda), quando a marca Diário de Notícias se transforma em DN - correspondendo com mais proximidade à marca digital www.dn.pt, onde pode encontrar as últimas notícias a todo o momento -, para dar mais destaque aos conteúdos especiais que vão preencher as páginas do jornal aos fins de semana. Nesta seleção incluem-se mais histórias com pessoas lá dentro, mais reportagens e entrevistas para tornar o Diário de Notícias ainda mais próximo do país e dos seus leitores.

Desta forma, além de um reforço das páginas de Opinião - que o leitor passará a encontrar agrupada no final de cada edição, além da página 2 de cada jornal -, o seu DN de sábado será reforçado com um caderno destacável de +Artes, onde poderá encontrar todo o tipo de eventos culturais. Do cinema à arquitetura, da música ao teatro, das exposições à literatura, nestas páginas poderá saber todas as novidades e planear programas para o seu fim de semana, com amigos ou em família.

Porque o domingo é tradicionalmente o dia do desporto, o DN ganha mais um caderno destacável, no qual lhe contará histórias de desportistas, dará notícias de todo o tipo de modalidades e trará reportagens que vão muito além do que é comum encontrar nas secções de desporto. E que se encerra semanalmente com a já habitual crónica de António Tadeia.

No que respeita à Opinião também há novidades. Apesar de passar a agrupar-se no final do jornal - com as assinaturas dos reconhecidos colunistas do DN, do diretor da TSF, Arsénio Reis, e de jornalistas da casa, incluindo o diretor do DN, Paulo Baldaia -, todos os dias a abrir o Diário de Notícias terá uma página de autor. Na opinião da página 2 (imagem à direita) encontrará nomes como António Barreto, Daniel Proença de Carvalho, Maria de Lurdes Rodrigues, Nuno Garoupa, Vítor Bento e Wolfgang Münchau, a que se juntarão outros reconhecidos nomes, em dias certos da semana.

Na última página do jornal, os leitores do Diário de Notícias terão também oportunidade de desfrutar de uma leitura especial. À sexta-feira, ao sábado e ao domingo, a marca deste espaço será impressa, respetivamente, por Ferreira Fernandes, Ana Sousa Dias e João Taborda da Gama, cada um com uma crónica semanal nesta página. Já de segunda a quinta-feira, aqui encontrará testemunhos do que se passa nos quatro cantos do mundo, com a visão de Ana Rita Guerra (Estados Unidos) e João Almeida Moreira (Brasil), entre outros.

A virar a página dos 152 anos de existência que o tornam o jornal mais antigo do país - e um dos mais antigos do mundo -, o DN volta assim a renovar-se, mostrando estar cada vez mais de olhos postos no futuro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG