Neste "reality show" tudo é permitido: "Lutar, assassinar, violar"

Chama-se "Game 2: Winter" e tem regras que estão a chocar o mundo, incluindo a "permissão" para assassinar e violar

É uma espécie de Alone, reality show em que os concorrentes são largados sozinhos numa zona selvagem dos EUA para aí sobreviveram o máximo de tempo que conseguirem. Mas com a diferença de que Game 2: Winter tem regras que estão a chocar o mundo. Este original russo convida 30 participantes, metade mulheres, a passar nove meses na Sibéria, onde as temperaturas são extremas e lobos e ursos abundam. No decorrer desse tempo, devem fazer de tudo para chegarem à final. E por tudo entende-se "lutar, assassinar, violar", disse Yevgeny Pyatkovsky, o produtor do programa.

Duas mil câmaras espalhadas por uma região de 900 hectares vão vigiar os concorrentes, que recebem treino de sobrevivência e devem ser "mentalmente sãos", mostrando as suas habilidades durante 24 horas por dia através da Internet. A produção recorda que, apesar de não impor restrições ao que é, ou não, permitido, o programa desenrola-se em território russo, o que implica que se alguém cometer um crime e houver provas disso mesmo, as autoridades competentes serão chamadas ao local e o criminoso será presente a tribunal.

O prémio final é de 1,5 milhões de euros e aos participantes será fornecida uma faca. Armas de fogo não serão permitidas. A única forma de desistir, explica a produção, é acionar o botão para o efeito. Um helicóptero estacionado a hora e meia de distância levará o concorrente da Sibéria de volta a casa.

Yevgeny Pyatkovsky garante que Game 2: Winter é um formato "de entretenimento e educativo". O programa será exibido em russo, mas também em inglês, francês, alemão, espanhol e árabe.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG