Marcelo presta homenagem à imprensa e pede medidas que ajudem setor

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, prestou hoje homenagem à imprensa portuguesa, no Dia da Liberdade, e manifestou-se preocupado com a sua sobrevivência económica e financeira, pedindo medidas que ajudem o setor.

Numa cerimónia na Sala dos Embaixadores do Palácio de Belém, em que condecorou a Associação Portuguesa de Imprensa com o título de membro honorário da Ordem do Mérito, o chefe de Estado realçou o "peso esmagador da publicidade de grandes empresas multinacionais no que respeita à imprensa eletrónica".

"Estamos a falar de 80% ou mais da publicidade detida por um número muito limitado de empresas multinacionais", referiu, acrescentando que, num prazo muito curto, a situação "constitui um problema".

"Sei que o Governo está atento a esse problema, que impõe [a necessidade de] medidas que permitam ir ao encontro das vossas aspirações e das vossas necessidades", acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa falava perante cerca de 30 representantes de órgãos de comunicação social centenários, membros da Associação Portuguesa de Imprensa, como o Açoriano Oriental, o Diário de Notícias, A Voz do Operário, o Jornal de Notícias e a Folha de Tondela.

"Homenageio a vossa coragem, a vossa determinação, a vossa persistência, mas estou seriamente preocupado com o panorama da imprensa em Portugal", declarou.

O Presidente da República acrescentou que está "preocupado, não por falta de liberdade, não por falta de criatividade, não por falta de determinação, mas porque as condições objetivas, nomeadamente económicas e financeiras, são cada vez mais limitativas".

Referindo que conhece bem o setor, afirmou: "Acompanho as vossas vicissitudes. Sei bem como é difícil a produção, como é muito difícil a distribuição, como é um problema cada vez mais grave a publicidade e, portanto, a sobrevivência económica e financeira da imprensa portuguesa".

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Media
Pub
Pub