As três pernas de Reese Witherspoon na capa da "Vanity Fair" dedicada a Hollywood

Aparentes erros de Photoshop na capa da "Vanity Fair" e numa das imagens no interior da revista estão a ser mais falados do que as entrevistas com as estrelas

Todos os anos, a revista Vanity Fair põe nas bancas o chamado "Hollywood Issue", o número da revista inteiramente dedicado às estrelas de Hollywood. Na edição de 2018, que está nas bancas a partir de 1 de fevereiro nos EUA, na versão desdobrável da capa estão personalidades como Oprah Winfrey, Reese Witherspoon, Tom Hanks, Jessica Chastain, Harrison Ford ou Gal Gadot.

Mas não é a concentração de celebridades nem a qualidade da fotografia, da autoria de Annie Leibovitz, que estão a chamar a atenção dos leitores. São, mais uma vez, os aparentes erros de Photoshop.

Na fotografia da capa, Reese Witherspoon está encostada a Oprah, que está sentada. Mas algo de estranho parece acontecer com as pernas da atriz, que estão traçadas de lado: por baixo do vestido, surge uma terceira perna, ainda que muitos aleguem que é a cor do interior do vestido que passa essa impressão.

Este não é o único problema nas fotografias da revista: noutra imagem, as estrelas estão em posições diferentes mas há mais um problema com o mesmo par de celebridades.

Oprah tem as duas mãos no colo e uma terceira mão aparece a envolver a cintura de Reese Witherspoon, enquanto as duas se riem e Tom Hanks gesticula ao lado.

Tanto Oprah como Reese Witherspoon já comentaram - e com humor - as falhas na edição de imagem. No Twitter, Witherspoon escreveu: "Acho que já toda a gente sabe agora... tenho três pernas. Espero que ainda possam aceitar-me por aquilo que sou. E nunca pedirei desculpa por me aninhar na Oprah. Se tiverem oportunidade, eu recomendo".

Já a apresentadora respondeu: "Eu aceito a tua terceira perna. Assim como tu aceitas a minha terceira mão".

Refira-se que esta não é a única polémica associada a esta capa: de acordo com o The Hollywood Reporter, o ator James Franco foi removido digitalmente da fotografia de grupo. Um porta-voz da Vanity Fair confirmou ao site que a decisão foi tomada depois das acusações de "má conduta" que foram feitas relativamente a James Franco. Cinco mulheres vieram recentemente a público acusar o ator de "comportamento que consideraram inapropriado ou de exploração sexual".

No The Late Show with Stephen Colbert, James Franco garantiu que as acusações são falsas.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG