A capa da "Vogue" que celebra a diversidade

Desde 1930 que uma modelo chinesa não aparecia na capa da edição norte-americana da revista

A edição de março da Vogue junta sete personalidades no mundo da moda, com Gigi Hadid e Kendall Jenner no centro. Contudo, a grande novidade é Liu Wen, que assinala a primeira presença, desde 1930, de uma modelo chinesa na capa na edição norte-americana da revista.

Ser pioneira é já um hábito de Wen, que foi a primeira modelo da Ásia Oriental a desfilar no show de Victoria's Secret, a primeira representante daquela zona do globo da Estée Lauder e a primeira modelo asiática a figurar na lista da Forbes das modelos mais bem pagas do mundo. Liu Wen foi também considerada a modelo com a maior audiência no mundo digital pela edição norte-americana da Vogue.

Wen, que nasceu em 1988, começou a dar os primeiros passos no mundo em 2005, através do concurso New Silk Road World Model. Apesar de não o ter vencido, rapidamente chamou a atenção de títulos de renome, como a própria Vogue e a Harper's Bazaar.

Quanto ao futuro, a modelo já revelou ter intenções de perseguir uma carreira como estilista ou atriz. A propósito, Liu Wen já se estreou em televisão, numa série sul-coreana, em abril de 2015.

Na capa da Vogue de março, e também a celebrar a diversidade, estão a modelo plus size Ashley Graham e a manequim de ascendência marroquina e egípcia Imaan Hammam. Adwoa Aboah, britância, e Vittoria Ceretti, italiana, completam a lista.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG