Vulcão Cumbre Vieja bate recorde de dias em erupção

A atividade do vulcão já dura há 85 dias, batendo o recorde da erupção registada na ilha em 1585. É já a quarta mais longa na história das Canárias.

A erupção do Cumbre Vieja começou há 85 dias e já bateu o recorde da mais longa erupção na ilha de La Palma. Esse máximo pertencia até agora à erupção do Tehuya, em 1585.

É também a quarta erupção mais longa da história das Canárias, mas está prestes a bater a do vulcão Tao em Lanzarote (86 dias em 1824). Mais longas só a erupção de Narices del Teide, em Tenerife (99 dias em 1798) e os seis anos que durou a erupção do Timanfaya, em Lanzarote em 1730.

O vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção em 19 de setembro. Ao longo de quase três meses de atividade, o vulcão já obrigou sete mil pessoas a sair de casa, tendo a lava destruído quase 2900 edifícios. Ao chegar ao mar, já criou fajãs com cerca de 50 hectares.

Este domingo de manhã, o vulcão voltou a registar uma emissão significativa de cinzas e bombas vulcânicas, além de lava, depois de cerca de 36 horas em que a atividade vulcânia tinha sido "bastante tranquila".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG