Ucrânia "não tem medo de nada nem de ninguém", diz Zelensky

Para Volodymyr Zelensky, o reconhecimento russo da independência das regiões ucranianas de Donetsk e Lugansk é uma violação da soberania da Ucrânia.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse esta terça-feira que espera um apoio "claro" e "eficaz" do Ocidente face à Federação Russa, em reação ao reconhecimento da independência dos territórios separatistas e subsequente envio de tropas por Moscovo.

Em discurso televisivo ao país, Zelensky afirmou: "Esperamos dos nossos parceiros medidas de apoio claras e eficazes", acentuando que, "agora, é muito importante ver quem é nosso amigo verdadeiro".

Zelensky afirmou que a Ucrânia quer a paz, mas este reconhecimento russo da independência das regiões ucranianas de Donetsk e Lugansk é uma violação da soberania do país.

No seu discurso, acentuou: "A Ucrânia qualifica os últimos atos da Rússia de violação da soberania e da integridade territorial do nosso Estado".

Acrescentou também que os ucranianos estão "na sua terra", que "não têm medo de nada nem de ninguém" e que "não vão ceder uma única parcela do país".

Antecipou ainda que "todas as responsabilidades pelas consequências recaem sobre os dirigentes da Rússia".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG