Tempestade de relâmpagos mata 38 pessoas na Índia

11 das vítimas morreram ao tirar selfies no Forte de Amber, durante uma tempestade em Jaipur.

Pelo menos 11 pessoas morreram e 12 ficaram feridas na tarde deste domingo em Jaipur, no norte da Índia, devido a uma tempestade de relâmpagos.

As vítimas, maioritariamente jovens, estavam a tirar selfies no topo de uma torre de vigia no Forte de Amber, uma atração bastante popular entre os turistas, quando ocorreu o incidente, indicou a BBC.

Segundo as informações da polícia de Amber, julga-se que cerca de 27 turistas e locais estavam na torre quando um raio atingiu o forte e alguns saltaram para o chão com o impacto do acidente.

Este domingo morreram ainda nove pessoas no estado de Rajasthan e 18 trabalhadores agrícolas que trabalhavam nos campos em Uttar Pradesh devido à tempestade de relâmpagos, avançaram os oficiais Anand Srivastava e Manoj Dixit. Juntando os 11 mortos em Jaipur o número de vítimas mortais ascende a 38 pessoas.

Após o incidente, o departamento de Meteorologia da Índia alertou para mais relâmpagos nos próximos dois dias e o ministro Ashok Gehlot anunciou uma compensação financeira de 500.000 rupias (5,600 euros) para as famílias das vítimas.

A época de tempestades, que causa ventos e chuva forte, dura desde junho a setembro e mata cerca de duas mil pessoas todos os anos na índia. Em 2018 o estado de Andhra Pradesh, no sul da Índia, registou mais de 36 mil relâmpagos em apenas 13 horas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG