Taiwan. Multado em 30 mil euros por não cumprir quarentena

Regras estritas contribuem para caso de sucesso no combate à pandemia.

Um cidadão de Taiwan foi multado num milhão de dólares taiwaneses, o equivalente a 29 500 euros, por desrespeitar reiteradamente a sua quarentena em casa.

O indivíduo, não identificado, estava obrigado a uma quarentena domiciliária de 14 dias no seu apartamento em Taichung, no centro de Taiwan, depois de regressar de uma viagem de negócios à China. No entanto, segundo a TTV News, citada pela CNN, o homem violou a quarentena pelo menos sete vezes.

Em três dias, o taiwanês deixou o seu prédio de apartamentos sete vezes para ir às compras, arranjar o carro entre outros afazeres. O seu desrespeito pelas regras foi notado pelos vizinhos e terá deitado tudo a perder quando se envolveu numa alteração com um deles quando foi confrontado pelo seu comportamento.

Taiwan é um caso exemplar no combate ao coronavírus, com regras estritas no controlo da pandemia.

Em dezembro, um imigrante das Filipinas, a cumprir quarentena num hotel, foi multado em cem mil dólares taiwaneses (2954 euros) por ter saído do quarto durante oito segundos, o tempo suficiente para deixar algo à porta de um colega. O incumprimento foi registado nas câmaras do hotel em Kaohsiung e enviado às autoridades.

O país não reconhecido pela Organização Mundial de Saúde regista um surto de casos de covid num hospital em Taoyuan. A resposta aos 15 casos foi instalar contentores para se testar 3482 pessoas que terão estado em contacto com os infetados.

Em alerta, a capital Taipé, que tem 51 pessoas em quarentena devido a este surto, já anunciou que caso se registem 15 casos ou mais numa semana, irá entrar em vigor regras mais apertadas. Se o número fosse superior a mil casos, as aulas e o trabalho presencial seriam suspensos, reporta a Taiwan News.

A ilha de 23 milhões de habitantes regista menos de 900 casos e sete mortes de covid desde o início da pandemia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG