Superestrela indiana Lata Mangeshkar morre aos 92 anos

Lata Mangeshkar, conhecida como "O Rouxinol da Índia", uma superestrela que governou a cena musical de Bollywood durante décadas, morreu este domingo aos 92 anos.

Nascida a 28 de Setembro de 1929 em Indore, no estado central de Madhya Pradesh, Lata Mangeshkar iniciou a sua formação musical numa idade precoce sob a tutela do seu pai Deenanath Mangeshkar, um cantor clássico e ator de palco, que ela disse ser o seu primeiro e "verdadeiro guru".

Quando tinha apenas cinco anos de idade, o pai levava-a consigo quando atuava.

Em 1945, a família mudou-se para Bombaim. Lata Mangeshkar, que teve de ajudar a sua mãe a apoiar as suas três irmãs mais novas e o seu irmão mais novo, começou uma carreira de cantora em Bollywood.

Quando gravou a sua primeira canção em 1947 para o filme "Majboor", Gulham Haider, o grande compositor indiano, disse-lhe: "As pessoas esquecerão todas as outras (...) quando a ouvirem".

Uma das canções do filme catapultou-a para as luzes da ribalta.

A partir de então, os blockbusters de Bollywood iriam apanhar a sua voz incomparável ao longo das décadas seguintes, marcando muitas obras cinematográficas tais como "Barsaat" ou "Mahal".

Acompanhada pela sua irmã mais nova Asha Bhonsle e pelo seu irmão Hridayanath Mangeshkar, ela trabalhou com quase todos os compositores do país.

A sua imensa fama tinha feito dela uma tal figura que foi convidada a cantar nas celebrações do Dia da República da Índia, em Janeiro de 1963.

Numa altura em que a equidade de pagamento ainda estava longe de ser um problema, Lata Mangeshkar 'atreveu-se' a exigir taxas mais elevadas e uma parte das receitas das suas canções.

Por ocasião do seu 75.º aniversário, os grandes nomes da música indiana prestaram homenagem à diva, chamando-a a "alma da música do cinema indiano".

Lata Mangeshkar teve de abandonar a escola, mas sabia ler, escrever e falar várias línguas, incluindo hindi, marathi, inglês e urdu.

"Sê gentil e generoso para com aqueles que são menos privilegiados do que tu. Dar generosamente. Não reprima o seu amor pelos seus semelhantes", pregou Lata Mangeshkar em 2020, no meio da pandemia de Covid-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG