Regulador chinês investiga confrontos físicos entre piloto e comissário durante voo

A imprensa chinesa informou que a altercação ocorreu durante um voo da companhia aérea Donghai Airlines, em 20 de fevereiro.

O regulador da aviação civil da China informou esta terça-feira que está a investigar relatos de confrontos físicos entre o capitão piloto e o comissário-chefe, a bordo de um voo doméstico realizado no mês passado.

A Administração de Aviação Civil da China disse que leva "muito a sério" o incidente e que está a reunir mais informação. Qualquer incidente que ponha em risco a segurança dos voos é "tratado rigorosamente de acordo com a lei", apontou, em comunicado.

A imprensa chinesa informou que a altercação ocorreu durante um voo da companhia aérea Donghai Airlines, em 20 de fevereiro.

O piloto ficou furioso, depois de sair da casa de banho e deparar-se com um passageiro da primeira classe à espera, do lado de fora. O piloto acusou então o comissário de não cumprir as suas obrigações, por não ter exigido que o passageiro esperasse no seu assento.

Os dois envolveram-se então num confronto físico. O comissário acabou por partir a mão e o capitão ficou com um dente rachado, segundo os relatos.

O voo partiu de Nantong, na província de Jiangsu, leste da China, com destino a Xi'an, na região oeste, um percurso que demora menos de uma hora.

A Donghai Airlines pediu desculpa, em comunicado, e disse que está a rever os protocolos de segurança.

O regulador informou que os dois homens envolvidos no incidente foram suspensos das suas funções, mas não informou se continuam a trabalhar para a empresa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG