Pelosi em Lisboa para receber prémio da NATO

O presidente da Assembleia Parlamentar da NATO, Gerald Connolly, referiu que Nancy Pelosi foi a primeira mulher a ser eleita presidente da Câmara dos Representantes na história dos Estados Unidos e que estará em Lisboa, na sessão plenária na próxima segunda-feira (11) para receber o prémio e fazer uma intervenção.

A presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, a democrata Nancy Pelosi, estará segunda-feira em Lisboa no âmbito da 67ª sessão anual da Assembleia Parlamentar da NATO, para receber um prémio, foi esta sexta-feira anunciado.

A informação foi avançada na conferência de imprensa que marcou a abertura dos trabalhos desta sessão -- que decorre até à próxima segunda-feira - com o presidente da Assembleia Parlamentar da NATO, o congressista norte-americano Gerald Connolly, a secretária-geral desta Assembleia, a francesa Ruxandra Popa, e o deputado social-democrata Adão Silva, presidente da delegação portuguesa da Assembleia Parlamentar da NATO.

"Ficamos muito satisfeitos e agradecemos muito à direção e ao presidente da Assembleia Parlamentar da NATO porque vai haver a atribuição de um prémio, pela primeira vez. O prémio é o "Women for Peace and Security Award" [Prémio Mulheres para a Paz e Segurança] que vai ser entregue pela primeira vez, logo em Portugal, nesta sessão, a uma grande mulher que é a 'speaker' Nancy Pelosi", avançou o deputado Adão Silva.

O presidente da Assembleia Parlamentar da NATO, Gerald Connolly, referiu que Nancy Pelosi foi a primeira mulher a ser eleita presidente da Câmara dos Representantes na história dos Estados Unidos e que estará em Lisboa, na sessão plenária de segunda-feira (11) para receber o prémio e fazer uma intervenção.

O presidente da delegação portuguesa, Adão Silva, destacou que esta é a primeira vez que Portugal organiza esta Assembleia, agradecendo à organização mas também ao presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, que esteve "completamente disponível" ao longo do processo e considerando que o programa previsto é de "enorme qualidade".

Adão Silva referiu ainda que esta "é uma sessão muito especial, porque desde logo é um desafio realizá-la com cerca de 200 deputados dos vários países membros da NATO", não estando todos presentes, com algumas participações à distância.

"O mundo não será seguramente igual depois da pandemia abrandar, e também não será no domínio da Defesa, no domínio da segurança, no domínio da NATO", sublinhou Adão Silva.

O parlamento português recebe de hoje a 11 de outubro a 67ª sessão da Assembleia Parlamentar da NATO, que contará com a presença do secretário-geral da Aliança e abordará a situação no Afeganistão e a pandemia covid-19.

A sessão anual, organizada este ano em Lisboa, vai contar com a participação de membros do Governo português, representantes oficiais da NATO, especialistas em assuntos de defesa, legisladores dos 30 estados-membros da NATO e representantes de países parceiros da Aliança e de órgãos parlamentares.

De acordo com o programa oficial, entre os temas em cima da mesa estarão a agenda NATO 2030 e a revisão do conceito estratégico, "as lições retiradas do envolvimento da NATO no Afeganistão", a Rússia e China, a evolução da situação no Médio Oriente e no Norte de África, alterações climáticas e até "a resiliência democrática e a desinformação" ou a pandemia da covid-19, entre outros.

A reunião plenária de segunda-feira (11), contará com intervenções do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, do Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, o primeiro-ministro, António Costa, da Presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos da América, Nancy Pelosi, do Subsecretário-Geral das Nações Unidas, Jean-Pierre Renaud Lacroix (em representação do Secretário-Geral, António Guterres), e do Secretário-Geral da NATO, Jens Stoltenberg, entre outras.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG