O popular sr. Pedroso aos 102 anos dá nome a rua na América

Luso-americano tem uma loja em Providence frequentada há décadas por professores e alunos da Universidade Brown.

Recupero quase palavra por palavra o início da reportagem que publiquei há cinco anos sobre o sr. Pedroso, figura da comunidade luso-americana de Rhode Island que agora dá nome a uma rua nos EUA: "Por fora, com a fachada verde e o piso superior de madeira pintada de bege, o Friends Market, até pelo nome, parece uma típica loja de pequena cidade americana, apesar da bandeirinha portuguesa na montra. Mas mal se atravessa a porta é como se déssemos um salto ao outro lado do Atlântico, tantos são os produtos portugueses expostos nas prateleiras, do atum Bom Petisco ao Sumol de laranja. "Há 50 anos, se vendíamos aqui produtos portugueses eram só dois, azeitonas em lata e azeite saloio. Com o passar dos tempos, e com o progresso dos transportes, não falta agora nada. Hoje até vem peixe fresco de Portugal. Sardinhas de Peniche, as melhores", explica Manuel Pedroso num português em que não se nota nem um poucochinho os muitos, muitos anos de vida nos EUA, a maior parte deles em Fox Point, bairro de Providence colado à Universidade Brown".

Cheguei então ao Friends Market levado pelo professor Onésimo de Almeida, que esta semana me alertou para a inauguração da Pedroso Way e me forneceu as fotos onde Manuel, de 102 anos, surge ao lado da mulher, Maria, de 96. Foi o vereador John Gonçalves, de origem cabo-verdiana e antigo aluno da Brown, a ter a iniciativa desta homenagem.

A reportagem de 2017 tinha como título "O português que fez 150 navios de guerra para Roosevelt", pois embora nascido em New Bedford, em 1919 seguira em criança os pais de volta a Alvados (aldeia do concelho de Porto de Mós) e já adulto respondera ao apelo patriótico do presidente americano, depois da entrada dos EUA na Segunda Guerra Mundial, trabalhando como soldador nos estaleiros de Providence. "Não falava nada de inglês quando regressei", contou-me nessa reportagem, incluída na série Pela América do Tio Silva, uma parceria do DN/FLAD que além da publicação no jornal e online resultou depois num livro. Onésimo de Almeida foi outra das figuras luso-americanas retratadas, assim como Daniel da Ponte, então senador estadual de Rhode Island, com quem marquei o encontro no Friends Market, tão central para a comunidade portuguesa de Providence é essa loja.

Curiosamente, fiquei a saber tempos depois que o sr. Pedroso continuava de boa saúde no ano do seu centenário ao ver no Facebook da FLAD uma foto dele na loja com Rita Faden, que aqui recorda essa ida ao Friends Market: "Conheci o senhor Manuel Pedroso e a sua mercearia em 2019, na primeira visita que fiz aos EUA enquanto presidente da FLAD. Entrar no Friends Market é entrar num pequeno mundo português que nos transporta para casa. Quero destacar o papel que tem tido ao longo dos anos em aproximar a comunidade portuguesa em Providence".

leonidio.ferreira@dn.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG