Nove Neandertais encontrados em caverna italiana

Os restos fósseis de nove Neandertais foram encontrados numa caverna na Itália, disse este sábado o ministério da Cultura do país, uma importante descoberta no estudo dos nossos antepassados.

Todos os indivíduos encontrados na caverna Guattari em San Felice Circeo, localizada na costa entre Roma e Nápoles, são considerados adultos, embora um deles possa pertencer a um jovem.

Oito destes fósseis Neandertais datam de 50 mil a 68 mil anos. O mais velho pode ter entre 90 e 100 mil anos, disse o ministério da Cultura em comunicado.

"Juntamente com outros dois encontrados no passado no local, eles elevam o número total de indivíduos presentes na Caverna Guattari para 11, confirmando-a como um dos locais mais significativos do mundo para a história do homem de Neandertal", informa ainda a mesma fonte.

O ministro da Cultura italiano, Dario Franceschini, saudou a descoberta como "uma descoberta extraordinária de que o mundo inteiro estará falando".

Francesco Di Mario, que liderou o projeto de escavação, disse que este representava uma população de Neandertal que seria muito grande na área. Por outro lado, o diretor local de antropologia, Mario Rubini, disse que a descoberta lançará "uma luz importante sobre a história do povoamento da Itália".

"O homem de Neandertal é um momento fundamental na evolução humana, representando o ponto alto de uma espécie e a primeira sociedade humana da qual podemos falar", disse Rubini

As descobertas seguem uma nova pesquisa iniciada em outubro de 2019 na caverna Guattari, que foi encontrada acidentalmente por um grupo de trabalhadores em fevereiro de 1939.

Ao visitar o local pouco tempo depois, o paleontólogo Albert Carlo Blanc fez uma descoberta impressionante - um crânio bem preservado de um homem de Neandertal.

A caverna foi fechada por um deslizamento de terra antigo, preservando tudo o que existia no interior como um instantâneo no tempo que está lentamente revelando seus segredos.

Escavações recentes também encontraram milhares de ossos de animais, especialmente os de hienas e as presas que eles teriam trazido para a caverna para comer ou armazenar como alimento.

Existem restos de grandes mamíferos, incluindo elefantes, rinocerontes, veados gigantes, ursos das cavernas, cavalos selvagens e auroques - bovinos extintos. "Muitos dos ossos encontrados mostram sinais claros de corrosão", disse o comunicado do ministério.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG